Imprimir
Categoria: Entrevistas

Organizadores do evento estudam ampliar o encontro com outros temas

workshop 3Qual professor não gostaria de ter seu trabalho reconhecido ou até mesmo eternizado na comunidade acadêmica, principalmente, aqueles que se dedicam à produção de obras científicas? Pois é, são muitos, e um dos meios para se chegar a este fim é publicando livros.

No entanto, muitos professores nem imaginam como começar, seja por assumirem que suas habilidades se resumem a produções acadêmicas e de pesquisa ou por acreditarem que o universo das grandes editoras é algo inatingível.

Outras questões também são pautáveis: o assunto a ser debatido é pertinente, atual, digno de discussão? O livro seria adotado pelas universidades e adquiridos pelas bibliotecas? E, não menos importante, há valor de mercado? Afinal, não só o autor, mas as editoras e as livrarias precisam gerar receitas como quaisquer outras empresas.

Para sanar essas dúvidas, foi realizado nos dias 2 e 3 de outubro, o workshop Processo Editorial: como nascem os livros científicos, técnicos e profissionais, no Espaço Arjuna Livraria, em São Paulo (SP), e o Portal Professornews conversou com alguns participantes. Confira:

Professornews: Qual a sua expectativa para este evento?

workshop helioHélio Yasuki Seki, professor de Engenharia de Produção da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo: Procuro buscar o conhecimento necessário para transformar anos de pesquisa em livros, pois desejo produzir algo não na minha área, mas em gestão de empresas. E quero que esse material seja não só usado pelo público acadêmico, mas também como suporte para empresários e gestores de várias áreas. Para isso, quero entender a dinâmica editorial, produzir um conteúdo diferente do que produzimos nos cursos de mestrado e doutorado, isto é, fora de teses e artigos. O desejo de qualquer autor é que sua obra se torne referência na área em que ele atua, e eu sou não sou exceção. Para mim, um dos objetivos já foi alcançado hoje, que é conseguir o acesso ao mundo editorial, pois não sabia como funcionava. Agora, já tenho uma noção de como proceder. Nós, professores, temos anos de material produzido individualmente ou em conjunto e seria um desperdício não compartilhá-lo com o público.

Professornews: Para o senhor que já possui um livro publicado e conhece um pouco o “caminho das pedras”, como o workshop poderá auxiliá-lo ainda mais?

Jairo Néia Lima, professor de Direito da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) e autor do livro Direito Fundamental à Inclusão Social: eficácia prestacional nas relações privadas (Editora Juruá): Estou cursando doutorado na USP, e o meu objetivo aqui no workshop é ter uma visão geral do processo editorial, e não apenas a experiência como autor. Desejo aliar os conhecimentos adquiridos no doutorado com materiais de aulas que já preparei em todos os anos em que atuo como professor.

Professornews: O senhor está fazendo doutorado e, logicamente, o professor obriga-se a produzir cada vez mais material científico e também a publicar artigos. Num campo tão vasto como é o de Direito, o senhor teme que sua obra esbarre na triagem de uma editora, visto que o assunto de seu livro também já foi publicado por autoridades jurídicas, como juízes, desembargadores e promotores?

workshop jairoJairo Néia Lima: Pelo contrário, a comunidade acadêmica vê com bons olhos o fomento de pesquisa, tanto de autoridades jurídicas, bem como de professores, pois o Direito requer muita interpretação e, para a Ciência, é saudável o choque de ideias, filosofias e conceitos. Vivemos num mundo em constante mudança, onde as leis são criadas e revogadas ano após ano, e tudo depende de como as normas da sociedade interagem em nossa vida. Meu livro foi publicado por uma editora do Paraná e, mesmo assim, tive um bom feedback de pessoas de outras regiões do Brasil, comentando que trechos dele serviram para complementação de seus trabalhos e que esclareceram conceitos que o leitor não entendia. Eu, particularmente, gosto muito de pesquisa, e ela é imprescindível para o docente que pretende lecionar em universidades, e não só para isso, mas também para prosseguir estudos em mestrado ou doutorado.

Professornews: O que pretende alcançar quando tiver seu primeiro livro publicado?

workshop ericErick Ferreira, analista de controladoria da Tozzini e Freire Advogados, e professor de Excel: Eu pretendo produzir um livro de gestão financeira, e o meu objetivo é auxiliar líderes, chefes e gestores a organizar o controle de seu departamento sem que precise do auxílio de terceiros, isto é, reduzindo gastos com contratação de profissionais e economizando tempo. Eu pretendo escrever livro que sirva não só para alunos de faculdades, mas também ao público em geral. Para isso, pretendo conhecer tudo que for possível da área editorial, até para ter noção das necessidades do público que busca esse tipo de conhecimento.

Ao fim do encontro, os organizadores acrescentaram que o workshop pode tornar-se um embrião para eventos maiores. Segundo Fernando Alves, editor de aquisição do Grupo Saraiva, os palestrantes do evento estão pensando em criar cursos de técnicas de produção de livros, teses e artigos científicos. “Queremos também convidar outros palestrantes para este curso e oferecer a oportunidade a toda comunidade acadêmica. O Brasil tem hoje grande número de estudantes no ensino superior e, com isso, aumentou o número de professores nas universidades. A troca de informações e conhecimentos é sempre benéfica”, completou um dos palestrantes do evento.

Leia mais em Workshop reúne professores e editores que discutem sobre a produção editorial.

Fotos e reportagem: Equipe Professornews