Trecho do diálogo do filme Cisne Negro (Black Swan – Estados Unidos, 2010).

O filme conta a estória de Nina Sayers (Natalie Portman), que tem como principal objetivo ser uma grande bailarina, mas para isso, precisa desbancar suas rivais e ser escolhida como protagonista do Balé O Lago dos Cisnes, de sua companhia de dança em Nova York.

[...]

Thomas – A verdade é que quando olho pra você, só vejo o Cisne Branco. Sim, você é linda, imponente, frágil. Perfeita para o papel. Mas e o Cisne Negro? É muito difícil dançar os dois.

Nina – Eu posso dançar o Cisne Negro também.

Thomas – Sério? Há quatro anos, toda vez que dança, eu a vejo obcecada em fazer movimentos perfeitos, mas nunca a vejo se deixar levar. Nunca! Tanta disciplina para quê?

Nina – Só quero ser perfeita.

Thomas – O quê?

Nina – Quero ser perfeita.

Thomas – A perfeição não está só no controle. Também está em deixar-se levar. Surpreender a si mesma e depois a plateia. Transcendência. E poucos têm isso dentro de si.

[...]