Atualização sobre avaliação econômica e cálculo do valor justo
70ª. edição – Maio de 2018

Em maio, foi lançada a minuta de um importante guia de avaliação: "Valuation of Portfolio Company Investments of Venture Capital and Private Equity Funds and Other Investment Companies"
Esse documento é tão relevante que essa edição é inteiramente dedicada à sua análise.
Boa leitura!

Valuation of Portfolio Company Investments of Venture Capital and Private Equity Funds and Other Investment Companies

O documento é um guia das melhores técnicas que devem ser utilizadas na avaliação de investimentos detidos por entidades, como fundos de venture capital e fundos de private equity, bem como outras empresas de investimento que necessitam determinar o valor justo dos investimentos para registro contábil.

O documento foi coordenado e lançado pelo American Institute of Certified Public Accountants (AICPA), que vem a ser o instituto de contadores dos Estados Unidos. Essa entidade sem fins lucrativos, com mais de 350 mil associados, possui um subgrupo dedicado ao cálculo do valor justo, que tem publicado documentos relevantes.

O objetivo dos estudos publicados é melhorar a qualidade dos trabalhos de cálculo do valor justo para registro contábil. De um modo geral, reguladores, auditores e investidores, naquele país, entendem que é preciso dar mais consistência e robustez aos cálculos e evitar a noção de que uma planilha aceita qualquer premissa. Esse movimento também já ocorre no Brasil e temos observado que tem havido maior rigor na revisão dos laudos de avaliação.

Assim como os demais, esse documento foi elaborado por um grupo de profissionais que atuam em diversas empresas que preparam ou auditam o  cálculo do valor justo. O texto está aberto para sugestões e a consulta pública será encerrada em 15 de agosto de 2018. Assim, todos os interessados têm tempo para enviar suas reflexões sobre o conteúdo. Quem tiver interesse no documento, nós podemos enviar por e-mail os arquivos.

O material é bastante extenso e possui 649 páginas divididas em dois volumes. Isso  por que são apresentadas uma grande quantidade de exemplos.

O conteúdo desse trabalho inclui diversos tópicos relacionados a definição de conceitos, glossário, referencias, metodologias de avaliação de ativos e de dívidas e outros passivos, dezenas de estudos de casos, e muito mais. A primeira parte apresenta a teoria que fundamenta as recomendações e a segunda parte apresenta os estudos de casos.

Vale chamar a atenção para o capítulo sobre calibration e backtesting. A primeira remete à aplicação da metodologia de avaliação proposta ao valor de uma transação efetiva, ou seja, se aplicar a metodologia de avaliação, obtém-se o preço obtido na transação? Se não se obtém, qual a razão? Essa técnica também deve ser empregada quando da mudança de método de avaliação. Já a segunda, backtesting, é comparar as avaliações realizadas com o resultado efetivo de um evento de liquidez. O objetivo dessas duas técnicas é aprimorar os processos de determinação do valor justo nas entidades.

É um dos trabalhos mais completo sobre cálculo de valor justo que conhecemos.

Embora o documento tenha como foco o mercado norte-americano e as regras contábeis ali vigentes (US GAAP), dada a sua generalidade, é de grande valia para outras jurisdições, inclusive o Brasil.

A Wulaia Consultoria entende que laudos de avaliação "ilha da fantasia", com sonhos de crescimento agressivos e ganhos de margem permanente com pouco ou nenhum investimento não são mais aceitos.