Octávio Café: Pode demais

Por Fernando Alves (*)

Octavio 1O Jardim Paulistano tem atrações a perder de vista. Uma visita ao Museu da Casa Brasileira, por exemplo, garante lazer e cultura a quem passeia por suas salas que ora nos transportam para o passado, ora projetam o futuro em suas instigantes mostras de design contemporâneo.

Quase em frente ao museu, do outro lado da Avenida Faria Lima, está o anunciadíssimo Octávio Café, onde almocei há dias com meu querido amigo Ricardo Costa, da distribuidora de livros digitais The Copia. Senti-me num show-room, servido por robôs e me alimentando num desses concursos de culinária do A&E, onde nada pode dar errado, custe o que custar.

Tudo tão correto... quanto sem vida. Não havia nada errado, mas a artificialidade contida do arranjo da salada associada à frieza dos garçons incomodou o bastante para eu não voltar à casa. Talvez sua vocação esteja nos eventos (há salas no mezanino para tal). Não gosto de críticas negativas, mas a decepção foi grande. Experimentem e contem o que acharam!

(*) Fernando Alves é editor do Portal Professornews