É fácil dirigir nos Estados Unidos, mas existem algumas diferenças nas leis de trânsito

como dirigir eua cidade laÉ muito fácil alugar automóvel e dirigir nos Estados Unidos. Vias bem sinalizadas, motoristas disciplinados, estradas boas e seguras, trânsito organizado. Porém, as leis por lá são muito rigorosas e infrações graves podem resultar em cadeia.

As regras de trânsito são parecidas com as do Brasil, mas existem algumas diferenças que podem deixá-lo em dúvida. A Equipe Professornews elaborou algumas dicas para você aproveitar bem suas viagens de férias ou negócios, e poder regressar tranquilamente ao Brasil.

 

1) Autorização para dirigir

O brasileiro pode alugar automóvel e dirigir nos Estados Unidos somente com a apresentação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), pois o Brasil participa da Convenção sobre Trânsito Viário, celebrado em Viena, em 8 de novembro de 1968. Mas como o texto da CNH está em português, é possível que enfrente algum contratempo caso seja exigida a apresentação da habilitação por um policial.

Você pode solicitar ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de sua cidade a emissão de "Permissão Internacional para Dirigir", que é uma carteira de habilitação válida tanto nos Estados Unidos como em outros países que participam da convenção internacional, com textos em diversos idiomas.

 

2) Nunca dirija alcoolizado

Se o motorista for flagrado por um policial, dirigindo embriagado ou sob influência de narcóticos ou remédios pesados, vai direto para a cadeia, não importando se é estrangeiro ou não. A lei é muito mais severa que no Brasil: a proibição vale para "qualquer quantidade" de bebida alcoólica consumida.

E, uma vez preso sob a acusação de driving under influence (dirigindo sob influência), pode comprometer a renovação do visto para entrar nos Estados Unidos.

 

3) Velocidade de tráfego

como dirigir eua speed limitRespeite o limite de velocidade nas cidades e nas rodovias, pois quase não existe policiamento, mas se for flagrado, a punição é muito severa. O excesso de velocidade pode resultar em alguns dias na cadeia e audiência com um juiz. Nas cidades, a velocidade máxima é de 30 ou 35 milhas/hora e, em algumas vias, pode-se chegar a 40 ou 45 milhas/hora.

Nas estradas e nas freeways (vias expressas), a velocidade máxima é, geralmente, de 65 milhas/hora, podendo, em alguns trechos de estradas, chegar a 70 ou 75 milhas/hora. É lógico que existem trechos de estradas com limite de velocidade mais baixa (25, 35 milhas/hora etc.).

Uma milha equivale a 1,6 km (1,609344 km, para ser mais exato); logo, 35 milhas equivalem a cerca de 56 km e 65 milhas equivalem a cerca de 105 km.

 

4) "Ped Xing"

Ao visualizar esse aviso na placa de trânsito ou no chão, muito cuidado! Dirija devagar, pois sinaliza cruzamento de pedestres. "Ped Xing" é abreviação de pedestrian crossing. Mesmo que não exista essa placa, pedestre sempre tem preferência: se um pedestre estiver cruzando uma rua, em qualquer situação, pare o carro e espere ele chegar a outro lado da rua. É a regra que vale também no Brasil.  

 

5) Stop

Todo mundo sabe que stop significa pare. Nos Estados Unidos, quando tiver essa placa, é para parar mesmo! Não importa se você tenha boa visualização para todos os lados e que não exista carro cruzando a rua. Pare uma vez completamente e siga se tiver condições favoráveis.

Em um cruzamento sem semáforo com quatro direções, todos os carros devem parar completamente e avançar um carro de cada vez, por ordem de chegada. O primeiro que parou, avança primeiro; em seguida, o segundo que parou, e assim por diante.

 

6) Conversão à direita no sinal vermelho

Como no Brasil, avançar sinal vermelho é falta grave, mas nos Estados Unidos é permitido fazer conversão à direita no sinal vermelho, em condições favoráveis. É estranho para nós, mas é prática comum nos Estados Unidos (existem cidades com exceção).

Primeiro, pare completamente o carro. Em seguida, veja se não existe pedestre cruzando a rua e veículo trafegando na direção em que você vai virar. Ou seja, em condições favoráveis, pode-se virar à direita no sinal vermelho (não à esquerda; somente à direita).

No cruzamento que estiver sinalizado com a placa "No Turn on Red", não é permitido fazer a conversão com sinal vermelho. 

 

7) Freio de estacionamento

Se você não encontrar o "freio de mão" no seu automóvel, procure o "freio de pé", à sua esquerda. É isso mesmo! Você vai acionar o freio de estacionamento com seu pé esquerdo.

 

8) Abastecimento de combustível


como dirigir eua gasolinaNos postos de gasolina americanos, você não poderá contar com os serviços de um frentista. É você mesmo quem fará o abastecimento do combustível. Encoste o carro com o lado do tanque de combustível bem próximo da bomba de gasolina, de modo que a mangueira o alcance.

Você pode fazer o pagamento em cartão de crédito internacional (o cartão precisa estar liberado previamente para uso no exterior) ou em dinheiro. Se for em dinheiro, precisa pagar antecipadamente e informar o número da bomba ao atendente de loja, que liberará o abastecimento.

Se for em cartão de crédito, digita-se o valor que deseja abastecer e o Zip Code (nosso CEP) no equipamento acoplado à bomba; aí, será liberado o abastecimento. Por ser cartão de crédito "estrangeiro", o CEP pode não ser aceito pelo equipamento; nesse caso, deve ser pago em dinheiro. Caso o valor pago seja maior do que o valor do combustível consumido, peça o troco.

Quanto ao tipo de gasolina, escolha o tipo 87 (regular), que é o mais barato (mesmo assim, é gasolina "pura"), e custa em torno de US$ 3,90 a US$ 4,00 o galão (um galão equivale a 3,7854 litros).

 

9) Pedágio nas estradas

como dirigir eua pedagioEm algumas estradas americanas pedagiadas, não existem cabinas de cobrança de pedágio. São utilizados avançados sistemas eletrônicos de cobrança. É o caso, por exemplo, da rodovia que liga Los Angeles a San Diego, na Califórnia (foto ao lado). Não há cabine de cobrança e o pagamento deve ser feito posteriormente.

Se você tiver alugado veículo em uma locadora, ela debitará no cartão de crédito que você deixou pré-autorizado. Mas é bom confirmar esse serviço, pois algumas (como a Alamo Rent a Car) não se responsabilizam pelos pedágios e o motorista passa o vexame de receber uma notificação de evasão de pedágio (com a respectiva multa e tarifa de pedágio) em casa, no Brasil.

 

Texto e fotos: Equipe Professornews